alunos em frente à Patinter
3.º Ciclo | 7.º ano de escolaridade

A viagem de um camionista da Patinter

Uma manhã
Nesta atividade, os alunos com dados reais da empresa, observam diferentes tipos de relevo do percurso que um camionista efetuou de Mangualde até Inglaterra e visitam a ETAR para discutir os processos realizados nesta.
Autores
Cristina Ligeiro
Cristina Ligeiro
Filomena Monteiro
Filomena Monteiro
Paula Loureiro
Paula Loureiro
Instituição
Agrupamento de Escolas de Mangualde
Agrupamento de Escolas de Mangualde

Activity description

Será possível aprender Ciências Naturais, Físico-Química e Matemática através de uma viagem de um camionista da Patinter? Esta atividade responde de forma clara à pergunta, despoletando um conjunto de problemas, tarefas e questionamento em contexto real, na empresa, desafiando os alunos a envolverem-se ativamente em todas as solicitações. Os alunos trabalham situações de proporcionalidade direta com dados reais da empresa, observam diferentes tipos de relevo do percurso que um camionista efetuou de Mangualde até Inglaterra e visitam a ETAR para discutir os processos realizados nesta.

Galeria de fotos

  • 6 tablets com o Guião do Aluno criado no Google Forms

  • Coletes refletores

  • Certificados de participação criados pela Patinter

  • Árvore (Carvalho Negral) para plantar

Reunir com a empresa para planear a atividade, a fim de discutir conteúdos curriculares a explorar no contexto, questões logísticas, materiais a conceber, bem como aspetos de dinamização, em particular no que toca à segurança

Solicitar à empresa que faculte dados reais sobre a sua atividade, nomeadamente aqueles que se relacionam com a sua frota (velocidades, distâncias, consumos, encargos), para se desenvolvam problemas reais a explorar no contexto

Se possível, enviar informação sobre a certificação ambiental da Patinter, por exemplo sobre medidas tomadas para a redução da emissão/captura CO2

Solicitar o envio de fotos e vídeos capturados pelos camionistas, nos seus percursos, aquando da passagem por montanhas (dobras e falhas), por exemplo nas zonas dos Pirenéus, Alpes e Canal da Mancha

Student profiles
Raciocínio e Resolução de Problemas
Os alunos colocam e analisam questões a investigar, distinguindo o que se sabe do que se pretende descobrir
Definem e executam estratégias adequadas para investigar e responder às questões iniciais
Analisam criticamente as conclusões a que chegam, reformulando, se necessário, as estratégias adotadas
Essential learnings
Ciências Naturais
Explicar a deformação das rochas (dobras e falhas), tendo em conta o comportamento dos materiais (dúctil e frágil) e o tipo de forças a que são sujeitos, relacionando-as com a formação de cadeias montanhosas
Físico-Química
Identificar técnicas para separar componentes de misturas homogéneas e heterogéneas e efetuar a separação usando técnicas laboratoriais básicas, selecionando o material necessário e comunicando os resultados
Matemática
Reconhecer uma função em diversas representações, e interpretá-la como relação entre variáveis e como correspondência unívoca entre dois conjuntos, e usar funções para representar e analisar situações, em contextos matemáticos e não matemáticos
Desenvolver a capacidade de abstração e de generalização, e de compreender e construir argumentos matemáticos e raciocínios lógicos

Activity guides

Introdução da atividade

Os alunos são recebidos pela equipa da Patinter nas suas instalações e deslocam-se para uma sala de reuniões. Apresenta-se um breve vídeo introdutório sobre a empresa (atividade empresarial, funcionamento e logística) e a sua história. Refere-se o processo de certificação ambiental, relacionando o mesmo com emissões de CO2.

Em seguida, divide-se a turma em dois grandes grupos e distribuem-se tablets com os guiões de atividades (ver Guião do Aluno), em formato digital.

Os dois grupos percorrem diferentes pontos da empresa, ouvindo a exposição de funcionários da empresa sobre assuntos inerentes a cada ponto e resolvem problemas do Guião do Aluno.

Desenvolvimento da atividade

Os dois grupos dividem-se e percorrem os diferentes pontos estipulados, sempre acompanhados por um funcionário da empresa e por professores.

Ponto 1 – Percurso de um camionista

Neste ponto, um elemento da Patinter apresenta “A viagem de um camionista” com alguns dados relativos a um percurso feito por um camionista desta empresa até Inglaterra, destacando dados da plataforma de gestão da frota, a tecnologia de que dispõem para monitorizar a frota de camiões, o software usado para registar os dados reais da plataforma de gestão da frota da Patinter, e de cada camião em particular, combustível gasto, percurso de um camião e fotografias das paisagens (ver imagens em Anexo 1), entre outros aspetos pertinentes.

Discute-se com os alunos a importância de alguns dados que são obtidos a partir do software para o sucesso da empresa.

Image
Grupo de alunos a discutir dados da empresa
Grupo de alunos a discutir dados da empresa

Paralelamente à apresentação, os alunos respondem a questões presentes no guião do aluno.

A professora de Matemática apresenta um problema relacionado com proporcionalidade direta, tendo como base os dados apresentados (por exemplo, consumos, velocidades, distâncias) e pede aos alunos que respondam ao mesmo no guião.

Por último, o funcionário da Patinter responsável pelo Ponto 1 deve abordar o Brexit da perspetiva do impacte em termos económicos para a empresa. Em simultâneo, refere a necessidade de ter presente o “câmbio” Libra vs Euro em algumas atividades da empresa. Tal servirá para contextualizar a problemática a explorar pelos alunos no Ponto 2.

Ponto 2 – Taxas de câmbio

A terceira etapa da atividade relaciona-se com as taxas de câmbio. Aproveitando a vertente desta etapa criaram-se problemas matemáticos associados à mesma (p.e. função de proporcionalidade direta).

Os/as alunos/as deslocam-se ao local onde está o “cai a" (pessoa responsável por trocar dinheiro para os motoristas). Refere-se ainda a importância dos parques de estacionamento para veículos pesados em Inglaterra, numa breve alusão ao fenómeno da emigração clandestina.

Por último, simula-se uma conversa em francês com uma das funcionárias da empresa.

Image
Resolução do problema sobre taxas de câmbio
Resolução do problema sobre taxas de câmbio
Ponto 3 – Visita à ETAR

Os grupos de alunos visitam a ETAR. Explica-se aos alunos os tratamentos que são feitos, descrevendo-se as substâncias usadas no tratamento de águas residuais com vista à sua reutilização, o número de veículos e o processo de tratamento.

O(A) professor(a) de FQ lança um desafio relacionado com concentração de soluções, relacionando a reutilização da água com a sustentabilidade do planeta.

Image
Visita à ETAR da Patinter
Visita à ETAR da Patinter
Ponto 4 – Atividade prática experimental

Após a visita à ETAR, os alunos regressam à sala de reuniões onde iniciaram a visita e observam uma atividade experimental relacionada com o processo de tratamento de água, em particular a separação de resíduos sólidos.

Atividade experimental
Realização da atividade experimental

Conclusão da atividade

Após o cálculo de uma estimativa da emissão de CO2 de um camião, a partir dos dados fornecidos pela empresa, e de modo simbólico, planta-se uma árvore (Carvalho negral) para sequestro do CO2 na atmosfera emitido pelo camião.

Por fim, em sala de aula, pede-se aos alunos que resolvam a parte II do Guião do Aluno. O professor poderá consultar a folha de cálculo para aprofundar a exploração do problema com outras questões.

Atividade de Extensão

  • Elaboração de uma carta para apresentar à Câmara Municipal de Mangualde, simulando um pedido da Patinter para disponibilização de um terreno para plantar um número de pela frota de camiões em um ano.

 

Anexo 1

 

Essential learnings
Evidence / Student action
  • Explicar a deformação das rochas (dobras e falhas), tendo em conta o comportamento dos materiais (dúctil e frágil) e o tipo de forças a que são sujeitos, relacionando-as com a formação de cadeias montanhosas.
  • Identificar técnicas para separar componentes de misturas homogéneas e heterogéneas e efetuar a separação usando técnicas laboratoriais básicas, selecionando o material necessário e comunicando os resultados.
  • Reconhecer uma função em diversas representações, e interpretá-la como relação entre variáveis e como correspondência unívoca entre dois conjuntos, e usar funções para representar e analisar situações, em contextos matemáticos e não matemáticos; Desenvolver a capacidade de abstração e de generalização, e de compreender e construir argumentos matemáticos e raciocínios lógicos.
  • Resposta ao formulário.
  • Resposta ao questionamento realizado na ETAR; Atividade prática apresentada por um elemento da empresa.
  • Problemas relacionados com a área da matemática do formulário; Discussão dos dados sobre consumos, velocidades, ente outros apresentados por um elemento da empresa.
  • Reconhecer uma função em diversas representações, e interpretá-la como relação entre variáveis e como correspondência unívoca entre dois conjuntos, e usar funções para representar e analisar situações, em contextos matemáticos e não matemáticos; Desenvolver a capacidade de abstração e de generalização, e de compreender e construir argumentos matemáticos e raciocínios lógicos.
  • Problemas relacionados com a área da matemática do formulário; Discussão dos dados sobre consumos, velocidades, ente outros apresentados por um elemento da empresa.

Parte I – Material a usar durante a visita à Patinter

Guião em criado a partir do Google Forms usado pelos alunos durante a visita à Patinter: https://forms.gle/y2EEKf3xfmpNXXkg8

Exemplos de questões presentes no Guião criado a partir do Google Forms:

1. Tarefa 3 – Como pudeste observar, a Patinter tem nas suas instalações uma ETAR.

  • a) depósito de receção e retenção de sólidos do efluente bruto
  • b) separação física do efluente
  • c) sistema de tratamento físico-químico por evaporação
  • d) sistema de tratamento físico-químico por floculação

 

2. Tarefa 6 – A Patinter tem preocupações ambientais. Para reduzir as emissões de CO 2 , adiciona ao combustível uma substância que se designa por Adblue. Observa a seguinte tabela com os dados relativos às viagens efetuadas pelo trator de matrícula identificado com o n.º 1.

Image
tabela com os dados relativos às viagens efetuadas pelo trator de matrícula identificado com o n.º 1

Considera os dados relativos às primeiras viagens de janeiro.

  1. Na primeira viagem qual foi o custo de Adblue por cada litro de combustível (determina um valor aproximado às centésimas).
  2. A relação entre o valor gasto em Adblue e o combustível gasto é uma relação de proporcionalidade direta?
  3. Não, porque não há constante de proporcionalidade direta entre as duas grandezas.
  4. Sim, porque por cada litro de combustível é necessário gastar 1 cêntimo de Adblue.

Parte II - Problemática a explorar após a visita à Patinter

calcula-se as emissões CO2 (pegada de carbono) e medidas de remediação através de captura via plantação de árvores (consultar ficheiro Excel de suporte à atividade).

Sendo as árvores seres vivos fundamentais para a captura de dióxido de carbono e produção de oxigénio por meio da fotossíntese, realiza uma investigação que permita responder às seguintes questões-problema:

  1. Tendo em conta os dados apresentados na tabela seguinte, qual é a espécie de árvore com maior capacidade de captura de dióxido de carbono?

 

Espécie

N.º de árvores por hectare

(árvores/ha)

Sequestro de CO2 por mês (tCO2/ha/mês)

Sequestro de CO2 por árvore por mês (tCO2/árvore/mês)

Carvalho negral

81

0,441666667

0,005452675

Pinheiro bravo

500

2,166666667

0,004333333

Pinheiro manso

123

0,285833333

0,002323848

Sobreiro

81

0,425

0,005246914

    1. Quantas árvores é necessário plantar (aproximadamente) para sequestrar o dióxido de carbono produzido por um camião que efetue a viagem estudada durante a visita à Patinter? Considera que realizou aproximadamente 2580 km de Mangualde ao local de entrega da mercadoria em Inglaterra. Assume que as árvores sequestram durante 30 anos.